Capítulo 01. As Etapas da Industrialização e o Espaço Geográfico

Exercícios Resolvidos

01. (Fuvest-SP) As novas formas de organização da produção industrial foram chamadas por alguns autores de pós-fordismo, para diferenciá-las da produção fordista.

a) Apresente dois aspectos do processo industrial fordista e dois do pós-fordista.

b) Caracterize o espaço industrial no fordismo e no pós-fordismo.

Resposta

a) Fordista: produção em linha de montagem, em série, tarefas repetitivas, produção em massa.
Pós-fordista: produção regulada a partir de tarefas diárias, pouco estoque, diversificação, terceirização em altos níveis.

b) Fordista:grandes fábricas, almoxarifados gigantescos, exigindo processos de controle complexos.
Pós-fordismo: desconcentração espacial, entregas diárias de peças, controle simplificado, maior dinamismo.

02. (UFMS) Leia o texto a seguir.

No interior da fábrica, as diferentes etapas de produção, desde a entrada das matérias-primas até a saída do produto, são realizadas de forma combinada entre fornecedores e compradores. A quantidade de matérias-primas que entra na fábrica corresponde
exatamente à quantidade de produtos que será produzida.

(LUCI, E. A. Geografia: o homem no espaço global.São Paulo: Saraiva, 1998, p.85.)

Esse sistema de produção industrial, totalmente adaptado ao mercado e característico do processo de industrialização técnico-científico, denomina-se

a) cartel.                     d) fordismo.

b) holding.                  e) truste.

c) just-in-time.

Resposta: C

O texto caracteriza o processo industrial toyotista ou pós-fordista.

Leitura Complementar:

4. Mundialização

A indústria não tem fronteiras. Como o mercado nacional não basta para consumir a produção, surge a necessidade de vender aos mercados externos. Objetivando a redução de custos finais de produção, as empresas transnacionais, geralmente sediadas em países centrais, instalam filiais nos países periféricos, provocando a mundialização ou multinacionalização das empresas. O fato é caracterizado pela concorrência e também pela cooperação entre as grandes empresas, envolvendo grande parceria planetária, que abrange as empresas dos principais países centrais.

Tudo isso só foi possível acontecer por meio da concentração de capitais e dos altos investimentos em tecnologia. Por outro lado, a periferia oferece, além da mão-de-obra barata, incentivos fiscais, cessão de terrenos, leis ambientais brandas e matéria-prima abundante e barata. Aparece, assim, a fábrica global, cuja produção ocorre em diferentes lugares, devido ao avanço das telecomunicações e da rede de transportes. Um bom exemplo é a produção do automóvel, que pode envolver vários países, uma vez que as transnacionais aproveitam as vantagens de cada país para aumentar seus lucros. Com a mundialização da indústria está ocorrendo uma desconcentração geográfica, como se pode verificar no mapa.


10
  Capítulo 01. As Etapas da Industrialização e o Espaço Geográfico 10