Capítulo 06. Estequiometria

5. Tipos de Cálculos

Estequiométricos

I. Relação Quantidade em Mols –

Quantidade em Mols

Os dados do problema e as quantidades incógnitas pedidas são expressos em termos de quantidade em mols.

II. Relação entre Quantidade

em Mols e Massa

Os dados do problema são expressos em termos de quantidade em mols (ou massa) e a quantidade incógnita é pedida em massa (ou quantidade em mols).

III. Relação entre Massa e Massa

Os dados do problema e as quantidades incógnitas pedidas são expressos em termos de massa.

IV. Relação Entre Massa e Volume

Os dados do problema são expressos em termos de massa e a quantidade incógnita é pedida em volume.

Caso o sistema não se encontrar nas CNTP, deve-se calcular a quantidade em mols do gás e, a seguir, através da equação de estado, determinar o volume correspondente. Por exemplo:

Calcular o volume de CO2 produzido numa temperatura de 27° e pressão de 1 atm, na reação de 16 g de oxigênio com monóxido de carbono.

Dado: constante universal dos gases:

0,082 atm · L · mol–1 · K–1

Resolução



1 · 32 g _________ 2 mols relação do problema
     16 g _________     n      dado e pergunta

     n = 1,0 mol

Equação de estado: P · V = n · R · T

1 · V = 1 · 0,082 · 300

V = 24,6 L

V. Relação entre número de moléculas (átomos) e massa, quantidade em mols ou volume

Os dados do problema são expressos em termos de número de moléculas ou número de átomos e a quantidade incógnita é pedida em massa, quantidade em mols ou volume.

VI. Problemas Envolvendo

mais de uma Reação


Neste caso, devemos escrever todas as reações envolvidas no problema e efetuar o balanceamento. Observa-se, neste caso, que é possível efetuar a soma algébrica dessas reações, bastando, para isso, multiplicar ou dividir as reações, a fim de cancelarmos as substâncias intermediárias e termos, então, uma única reação.

VII. Lei de Gay-Lussac (1808)


“Os volumes das substâncias gasosas participantes de uma reação química, estando nas mesmas condições de temperatura e pressão, guardam entre si uma relação constante de números inteiros e menores possíveis”.

VIII. Problemas Envolvendo

Reagentes em Excesso


Quando o exercício fornece quantidades (massa, volume, mols, etc.) de dois reagentes, devemos verificar se existe excesso de algum reagente.

As quantidades de substâncias que participam da reação química são sempre proporcionais aos coeficientes da equação. Se a quantidade de reagente estiver fora da proporção indicada pelos coeficientes da equação, reagirá somente a parte que se encontra de acordo com a proporção; a parte que estiver a mais não reage e é considerada excesso.


37
  Capítulo 06. Estequiometria 37