Capítulo 03. Associação de Resistores
6. Cálculo da Resistência Equivalente numa Associação Mista

Consideremos a associação:





Para resolvermos esta associação, devemos proceder do seguinte modo:

1. Identificamos e nomeamos todos os nós da associação, tomando o cuidado para denominar com a mesma letra aqueles nós que estiverem ligados por um fio sem resistência elétrica, pois representam pontos que estão ao mesmo potencial elétrico.

Dessa forma já percebemos os resistores em série ou em paralelo.





2. Lançamos numa mesma reta: os terminais da associação, que ocuparão os extremos, e os nós encontrados, que ficarão entre estes.





3. Redesenhamos os resistores nessa reta, já substituindo aqueles em série ou em paralelo pelos respectivos resistores equivalentes, tomando cuidado para fazê-lo nos terminais (letras) corretos.









4. Prosseguimos dessa forma até chegar a um único resistor, que é o resistor equivalente da associação.


 

7. Curto-Circuito


Dizemos que um elemento de um circuito está em curto-circuito quando ele está sujeito a uma diferença de potencial nula.

Exemplo





No circuito acima, a lâmpada L2 está em curto-circuito, pois ela está ligada nos terminais A e B, que apresentam ddp nula devido estarem ligados por um fio ideal. Portanto, a lâmpada L2 está apagada, por não passar corrente elétrica através dela. A corrente elétrica, ao chegar ao ponto A, passa totalmente pelo fio ideal (sem resistência elétrica).


29
  Capítulo 03. Associação de Resistores 29