Capítulo 05. Dioptros, Lâmina e Prismas

a) Sendo n = 1,5 o índice de refração da lâmina em relação ao ar e c = 3,0 · 108 m/s a velocidade da luz no ar, determine a velocidade da luz no interior da lâmina.

b) Variando-se o ângulo de incidência q, varia o deslocamento d sofrido pelo raio de luz. Qual o valor máximo que esse deslocamento pode assumir?

Resolução:


b) O máximo desvio lateral se dá quando a incidência é rasante (î = 90º).



Neste caso,    


04. A figura a seguir representa a marcha de um raio de luz monocromática, através de uma lâmina de vidro. Obter o deslocamento lateral d.

Resolução:

O deslocamento é dado por:

em que:

sen (i – r) = sen (60° – 30°) = sen 30° = 0,5

cos r = cos 30° = = 0,85

e = 8,5 mm


Portanto:

 

5. Prisma Óptico


Um corpo homogêneo e transparente, que tenha duas superfícies planas e não-paralelas, é dito um prisma óptico.


Aresta principal: é a intersecção das faces não-paralelas do prisma.

Secção principal: é uma secção transversal perpendicular à aresta principal.

Ângulo de abertura ou ângulo de refringência (A): é o ângulo entre as faces do prisma.


49
  Capítulo 05. Dioptros, Lâmina e Prismas 49