Capítulo 05. Receptores Elétricos
1. Definição

Qualquer elemento de circuito que transforme energia elétrica em outra forma de energia que não a elétrica, é denominado receptor.





2. Classificação dos Receptores

Podemos classificar os receptores em:

• Passivos: transformam integralmente energia elétrica em energia exclusivamente térmica (calor).

É o caso dos resistores, já estudados.

• Ativos: transformam a energia elétrica em outra forma de energia que não seja exclusivamente térmica.

É o caso dos motores elétricos que transformam parte da energia elétrica em energia cinética de rotação (energia mecânica), por exemplo.


3. Receptores Ativos

Nos receptores ativos (motores elétricos), ocorrem perdas de energia nos fios de suas bobinas internas e que, assim, podemos representar esquematicamente:



Como o processo de transformação de energia do esquema anterior ocorre simultaneamente, podemos escrever, baseado no princípio de conservação de energia, que:



em que:

PT (potêncial total): quantidade de energia elétrica fornecida ao receptor por unidade de tempo.

Pu (potêncial util): quantidade de energia não elétrica obtida do receptor por unidade de tempo.

Pd (potência dissipada): quantidade de energia elétrica dissipada na forma de calor, por efeito Joule, por unidade de tempo.


4. Força Contra-eletromotriz (fcem)

Nos receptores, a potência útil Pu é diretamente proporcional à intensidade da corrente elétrica que o atravessa.



À constante de proporcionalidade E’ denominamos força contra-eletromotriz (fcem), característica do receptor.

Apesar de receber o nome de “força”, tal constante não é uma força, e pode-se chegar a essa conclusão analisando sua unidade no Sistema Internacional (SI).

   como    = 1V (volt)

assim sua unidade é o volt(V).

Por exemplo, se um motor elétrico tem uma fcem E’= 200 V, significa que, para cada 1C de carga elétrica que o atravessa, dele se obtém 200 J de energia mecânica, pois:

200V = 200 =

43
  Capítulo 05. Receptores Elétricos 43