Capítulo 07. Óptica da Visão
1. O Mecanismo da Visão

A óptica da visão é o capítulo da Óptica que estuda a formação de imagens no olho humano, os defeitos da visão, bem como o modo de corrigi-los.

1.1. O olho humano

O olho humano é uma câmara escura de orifício cujo comportamento é bastante semelhante ao de uma câmara fotográfica.



O exame do globo ocular mostra que ele é constituído por um conjunto de meios transparentes, separados uns dos outros por superfícies aproximadamente esféricas, envolvidas por uma membrana branca e opaca denominada esclerótica.

A córnea é uma membrana transparente com índice de refração próximo de 1,33. O cristalino é uma lente biconvexa convergente e a retina uma membrana sensível à luz. Os músculos ciliares comprimem e relaxam o cristalino, alterando-lhe a distância focal.

1.2. Adaptação Visual

A quantidade de luz que penetra no olho deve ser, dentro de certos limites, praticamente constante. Para tanto, a pupila assume aberturas convenientes, dilatando-se em recintos pouco iluminados e contraindo-
se em recintos de muita luz. Esse trabalho realizado pela pupila é denominado adaptação visual .
 
 

Olho adaptado a locais escuros



Olho adaptado a locais claros

1.3. Acomodação Visual

Normalmente, podemos enxergar objetos situados esde um distância média (convencional) de 25 cm até infinito. à medida que visualizamos objetos cada vez mais afastados, o olho humano realiza o mecanismo de foclização, denominado de acomodação visual. Neste processo, o cristalino, que é constituído de material flexível, tem a sua curvatura alterada pelos músculos ciliares e, com isto, a distância focal do cristalino se altera para que a imagem seja formada sempre na retina.

 



71
  Capítulo 07. Óptica da Visão 71