Capítulo 04. Refração da Luz
1. Ângulo Limite de Refração

Consideremos um meio A mais refringente que outro meio B.

Um raio de luz (ri) incidindo, de A para B, na fronteira entre os meios, é parcialmente refletido (raio rfl) e parcialmente refratado (raio rfr), conforme a figura abaixo.





Da lei de Snell-Descartes concluímos que, sendo .

Se aumentarmos o valor de , chegaremos a um valor limite L para esse ângulo, de modo que ainda haja refração.


Sendo


onde L é denominado ângulo limite de refração.

2. Condições de Reflexão Total

Caso o raio de luz incida sob ângulo de incidência () maior que o ângulo limite (L), ele não sofrerá refração, mas será totalmente refletido na fronteira.



Condições para ocorrência da reflexão total



1
  Capítulo 04. Refração da Luz 1 / 4