Capítulo 01. Termometria

1. Temperatura

1.1. Noção Sensitiva de Temperatura

A primeira noção que se tem de temperatura é a sensação de frio ou de quente, verificada ao se tocar um corpo. Ao tocarmos diversos objetos, na maioria das vezes, conseguimos colocá-los em ordem crescente de temperatura, dizendo qual está à temperatura maior e à temperatura menor. O sentido do tato nos proporciona a mais simples noção de temperatura de um corpo. Porém, nossos sentidos se enganam com muita freqüência, não podendo ser utilizados como medida precisa para a temperatura, pois eles são diferentes de uma pessoa para outra e dependem do estado em que ela se encontrava anteriormente. Por exemplo, se mergulharmos a mão direita em água quente e a esquerda em água fria, e em seguida mergulharmos as duas em água a uma temperatura intermediária, esta água nos parece mais fria na mão direita e mais quente na mão esquerda.

Embora o tato nos dê uma primeira noção do estado térmico, ou da temperatura de um corpo, a experiência anterior deixa claro que ele não é muito útil para propósitos científicos.

A conceituação de temperatura é fundamental para o estudo da termologia.

1.2. Conceito de Temperatura

Em geral, os corpos são formados de moléculas e estas formadas de átomos. Dizemos que os corpos são constituídos de partículas.

As partículas que formam um corpo estão em constante vibração; portanto, elas são dotadas de uma energia de vibração denominada energia térmica.

No aquecimento de um corpo a energia térmica de suas partículas aumenta e no resfriamento essa energia diminui.

 

A temperatura de um corpo é uma grandeza relacionada ao "grau" médio de vibração das partículas que o compõe.

1.3. Medida de Temperatura

Para que a medida de temperatura não dependa da nossa percepção fisiológica, recorremos a algumas grandezas físicas mensuráveis que variam quando a temperatura de um corpo varia. Entre elas estão o volume de um líquido, o comprimento de uma barra, a resistência elétrica de um fio, a pressão de um gás a volume constante, etc. Qualquer uma dessas grandezas pode ser usada para avaliar indiretamente a temperatura de um corpo.

Por exemplo, o comprimento de uma barra metálica aumenta (dilata) quando ela é aquecida, ou seja, quando a sua temperatura aumenta. Então, podemos medir sua temperatura indiretamente, analisando o seu comprimento.

No entanto, para pequenas variações de temperatura, é praticamente imperceptível a alteração no comprimento da barra e teríamos dificuldades para avaliar seu estado térmico. Para que possamos medir com mais precisão a temperatura de um corpo, devemos escolher uma substância em que pequenas variações no seu estado térmico provoquem variações significativas e mensuráveis na propriedade física que foi escolhida. Geralmente a substância escolhida é o mercúrio, devido à dilatação regular que apresenta ao ser aquecido.

As grandezas cujos valores variam com a temperatura são chamadas de grandezas termo- métricas (volume, comprimento, resistência elétrica, pressão, etc.) e as substâncias que as apresentam recebem o nome de substância termométricas.


9
  Capítulo 01. Termometria 9