Capítulo 02. Dilatação Térmica

Exercícios Resolvidos

01. Sabe-se que o coeficiente de dilatação real do mercúrio vale 18 · 10–5 °C–1. Qual é o coeficiente de dilatação aparente do mercúrio, quando medido num recipiente de alumínio?

Dado: coeficiente de dilatação linear do

alumínio = 24 · 10–6 °C–1

Resolução

02. O coeficiente de dilatação superficial de certo material homogêneo e isótropo é 3,68 · 10–5 °C–1. Determine os seus coeficientes de dilatação linear e volumétrico.

Resolução

Temos em:

= 3,68 · 10–5 °C–1

Substituindo vem:

03.Um certo frasco de vidro está completamente cheio, com 50 cm3 de mercúrio. O conjunto se encontra inicialmente a 28 °C. No caso, o coeficiente de  dilatação  médio  do  mercúrio  tem  um  valor igual a 180 · 10–6 °C–1 e o coeficiente de dilatação linear médio do vidro vale 9 · 10–6 °C–1. Determine o volume de mercúrio extravasado, quando a temperatura do conjunto se eleva para 48 °C.

Resolução

O volume de líquido extravasado correspondente ao volume do líquido transbordado (aparente).

04. Um recipiente de cobre, de coeficiente de dilata- ção volumétrico médio frasco = 51 · 10–6 °C–1, contém mercúrio, a 0 °C, até o volume de 45 cm3. O volume do recipiente a 0 °C é de 46 cm3. Considere o coefi- ciente de dilatação do mercúrio Hg = 180 · 10–6 °C–1. A que temperatura o mercúrio encherá completa- mente o recipiente?

Resolução

Para o mercúrio preencher todo o recipiente ele deve sofrer uma dilatação aparente de 1,0 cm3:


20
  Capítulo 02. Dilatação Térmica 20