Capítulo 03. Calorimetria

1. Calor

Quando dois corpos a temperaturas diferentes são colocados em contato térmico, verifica-se que, após certo tempo, ambos adquirem a mesma temperatura, denominada temperatura de equilíbrio térmico.

Durante o processo transitório, a agitação das partículas de A diminui, isto é, a temperatura de A diminui. A agitação das partículas de B aumenta, isto é, a temperatura de B aumenta. Nessas condições, podemos dizer que a energia de agitação (energia térmica) de A transfere-se para B.

A energia térmica de A, ao fluir espontaneamente para B, recebe o nome de calor. Portanto:

É evidente que, do exemplo, podemos afirmar que o calor flui espontaneamente dos corpos quentes para os corpos frios até que as temperaturas se igualem.

2. Calor Sensível

Quando levamos ao fogo um recipiente contendo água, observamos que a temperatura da água aumenta, pois ela recebe calor; mas, quando colo- camos o recipiente contendo água na geladeira, a sua temperatura diminui, pois ela perde calor.  Quando

o corpo cede ou recebe calor, variando apenas a sua temperatura, sem mudar o seu estado físico, dizemos que ele recebeu ou cedeu calor sensível.


3. Calor Latente

Quando levamos ao fogo um recipiente contendo gelo, observamos que o gelo se transforma em água líquida à medida que recebe calor da chama, e quando colocamos um recipiente contendo água no congelador, observamos que ela se transforma em gelo (água sólida) à medida que cede calor. Quando o corpo cede ou recebe calor, mudando seu estado físico, mantendo a temperatura constante, dizemos que ele cedeu ou recebeu calor latente.

4. Unidade de Calor

A quantidade de calor (Q), no Sistema Internacional de Unidades, é medida em joule (J). Entretanto, por razões históricas, pode ser medida em caloria (cal).


23
  Capítulo 03. Calorimetria 23