Capítulo 03. Calorimetria

estado líquido. Esse fenômeno excepcional é denominado de sobrefusão ou superfusão. Assim dizemos que:

Em condições especiais, já se conseguiu levar a água, sob pressão normal, à temperatura de –20 °C, em sobrefusão.

No entanto, o líquido em sobrefusão é instável, podendo se solidificar completamente ou de forma parcial, com uma simples agitação ou na presença de um pequeno fragmento sólido.

15. Vaporização

Observamos que todas as substâncias puras obedecem à regra geral no equilíbrio líquido-vapor, ou seja:

No diagrama de fase, a curva de vaporização prolonga-se até um ponto C chamado ponto crítico.

Na fase gasosa, a substância pura recebe duas classificações, podendo ser um gás ou um vapor. Ela é vapor, se sua temperatura for menor ou igual à

 

temperatura do ponto crítico, e gás, se sua temperatura for maior que a temperatura do ponto crítico.

A diferença entre o gás e o vapor é que o vapor se transforma, à temperatura constante, para líquido apenas com uma variação de pressão adequada, e o gás, à temperatura constante, não passa para a fase líquida através de variação de pressão.

Assim, existe uma pequena diferença, nem sempre considerada, na mudança da fase gasosa para a fase líquida. Quando o vapor se transforma em líquido, dizemos que houve a condensação e, quando o gás se transforma em líquido, dizemos que houve a liquefação.

Na transformação xy, representada no diagrama anterior, a substância passa da fase gasosa para a fase líquida, porém, abaixo da temperatura crítica, e através de um aumento de pressão, temos então o vapor passando para a fase líquida, ou seja, a condensação.

Na transformação zy, a substância passa da fase gasosa para a fase líquida, acima da temperatura crítica e à pressão constante, portanto, temos o gás passando para a fase líquida, ou seja, a liquefação.

16. Sublimação

Aquecendo um sólido cristalino, sob pressão constante, inferior à pressão do ponto triplo (ou tríplice), ele sofre sublimação. O sólido cristalino passa da fase sólida diretamente para a fase de vapor, sem passar pela fase líquida, a uma temperatura constante s. Se o vapor da substância, obtido na sublimação, for resfriado à mesma pressão, ele se transforma em sólido (sublimação ou cristalização), à mesma temperatura em que ocorreu a transformação anterior.


36
  Capítulo 03. Calorimetria 36