Capítulo 03. Calorimetria

20. Irradiação

A propagação de calor por irradiação é devida principalmente as ondas eletromagnéticas na faixa do infravermelho, denominadas ondas de calor.

O infravermelho é uma onda eletromagnética que fica próxima da luz visível, conforme o esquema, porém não é visível.

A irradiação pode ocorrer tanto no vácuo, quanto em certos meios materiais. Já a condução e a convecção só se propagam em meios materiais.

A energia radiante do Sol chega até a Terra exclusivamente por irradiação, por atravessar uma grande região de vácuo.

Chama-se de poder emissivo (E) de um corpo a razão entre a potência irradiada (emitida) e a área da superfície do corpo que está emitindo ondas de calor.

No sistema internacional de unidades (SI) a unidade do poder emissivo de um corpo é watt por metro quadrado (W/m2). O valor do poder emissivo de um corpo depende de sua natureza e é diretamente proporcional à quarta potência de sua temperatura absoluta (kelvin). Ou seja, se a temperatura de um corpo em kelvin dobrar, o seu poder de emissão será multiplicado por dois elevado à quarta potência, seu poder emissivo ficará, então 16 vezes maior.

As ondas de calor, ao atingirem um corpo, sofrem reflexão, absorção e transmissão.

a) Reflexão: ocorre com maior intensidade nas superfícies claras e nas espelhadas.

b) Absorção: ocorre com maior intensidade nas superfícies rugosas e escuras. É o calor absorvido que provoca o aumento de temperatura dos corpos.

c) Transmissão: ocorre com maior intensidade nos condutores de calor, que permitem a propagação do calor para o corpo todo.

É aconselhável, no verão, usar roupas de cor clara, para que a reflexão difusa seja maior do que a absorção, não aquecendo as pessoas. Já, no inverno, é aconselhável usar roupas de cor escura para absorver o máximo possível de calor.

Leitura complementar:


43
  Capítulo 03. Calorimetria 43